Início > ACIDENTES, Saúde > Em MT, Saúde gasta R$ 2,2 mi com acidente de motos

Em MT, Saúde gasta R$ 2,2 mi com acidente de motos

Mídia News

Motociclistas estão aumentando, cada vez mais, os custos do Sistema Único de Saúde (SUS), com internações por acidentes.

De acordo com um levantamento divulgado recentemente pelo Ministério da Saúde, em 2011, o gasto do SUS com internações de motociclistas vítimas de acidentes de trânsito foi de R$ 96 milhões – 113% maior do que o valor registrado em 2008, de R$ 45 milhões.

Em 2011, apenas em Mato Grosso, os dados do Ministério da Saúde apontam que houve 2.479 internações por acidentes com motos, que custaram aos cofres públicos R$ 2.250.376,00.

Os números são expressivos, principalmente quando comparados com os dados de quatro anos atrás, quando o Governo gastou R$ 912,3 mil para custear 1.249 internações.

Os valores injetados no Estado pelo SUS representam 22,15% do que é gasto em toda a região Centro-Oeste, que registou 9.356 internações ao custo de R$ 10.153.539 das verbas públicas.

Os dados do MS revelam ainda um aumento considerável de óbitos por este tipo de acidente, que subiu 21% nos últimos quatro anos, indo de 8.898 mortes de motociclistas em 2008 para 10.825 óbitos em 2010.

O último levantamento feito em Mato Grosso pelo órgão foi em 2010, quando o Estado registrou 385 mortes.

O aumento de todos esses dados é facilmente explicado pelo aumento na comercialização de motocicletas no Estado, principalmente na Capital e em Várzea Grande.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o número de veículos registrados cresceu 16,4% entre 2008 e 2010. Somente a frota de motocicletas foi ampliada em 27%, acompanhada, no mesmo período, dos óbitos, que tiveram alta de 12%.

Quem transita por Cuiabá, que está tomada por obras de mobilidade urbana visando a Copa do Mundo de 2014, já percebeu a proliferação de motociclistas nas ruas e as facilidades propagadas pelas concessionárias, que facilitam a aquisição do veículo.

Por serem menores e rápidas, as motocicletas das mais variadas cilindradas se tornaram o alvo de consumo daqueles que querem, a todo custo, evitarem o congestionamento na cidade. A facilidade nas condições para a retirada da carteira de habilitação também é apontada como um fator importante na hora de optar por um automóvel ou uma moto.

Categorias:ACIDENTES, Saúde
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: