Início > DESTAQUES, Polícia > Operação ‘Limpa Mato Grosso ‘ prende 32 no interior do estado

Operação ‘Limpa Mato Grosso ‘ prende 32 no interior do estado

A Polícia Judiciária Civil realiza nesta quinta-feira (01.10) a segunda operação simultânea nas 12 regionais do interior do Estado. Denominada “Limpa Mato Grosso” a operação está alicerçada em investigações das delegacias do interior o Estado. Em vários municípios do interior, investigadores, escrivães e delegados cumprem mandados de prisão e de busca e apreensão, expedidos pela Justiça contra autores de crimes de roubos/furtos, exploração sexual infanto-juvenil tráfico de drogas e homicídios. Em algumas localidades a ação conta com o apoio da Polícia Militar.

O diretor de interior da Polícia Civil, Jales Batista da Silva, informou que em muitas regionais o trabalho é desdobramento da operação “Agosto”, que levou para prisão 119 pessoas, no dia 28 de agosto. “Essa operação faz parte das decisões tomadas no 2º encontro de regionais, realizado em Nova Xavantina”, disse.

Até o momento 32 pessoas já foram presas, 7 em Alta Floresta e 4 em Água Boa, 8 na região de Alto Araguaia, uma em Guiratinga, e 12 no município de São José dos Quatro Marcos, que pertence à regional de Cáceres, onde uma quadrilha que atuava no tráfico de drogas foi desarticulada. Lá os policiais cumprem 16 mandados de prisão temporária e de busca e apreensão, 12 deles já efetivados.

Em São José dos Quatro Marcos as investigações da operação que levou o nome de “Bocarra”, iniciaram em março deste ano, pelo delegado Walfrido Franklim do Nascimento, titular da delegacia da Polícia Civil local, com o mapeamento dos pontos de comercialização de drogas e identificação dos traficantes. Um dos principais alvos da Polícia é o traficante Júlio César de Carvalho Souza (Juninho), de 18 anos, que assumiu às atividades do tráfico após a prisão de seu irmão Jair Ribeiro de Souza, o “Bira”, que cumpre pena na penitenciária da Mata Grande, em Rondonópolis, por tráfico e associação para tráfico de drogas. Bira ficou conhecido pela autoria do atentado contra a juíza Hanae Yamamura de Oliveira Gabriel, em abril de 2008.

Jair Ribeiro de Souza teve mandado prisão preventiva decretado na operação realizada hoje, em razão de ainda estar atuando no tráfico. Conforme as investigações o acusado solicitava ao seu irmão remessas de drogas para as cidades de Cuiabá e Rondonópolis.

O delegado Walfrido informou que as investigações revelaram um esquema de envio de quantias consideráveis de entorpecentes para traficantes em Minas Gerais. Em outubro passado José Divino dos Santos, 37 – que tem residência em Minas Gerais -, também alvo da operação, foi preso por policiais civis, quando tentava transportar 20 quilos de pasta-base em um fundo falso na carroceria de um veículo Montana. Ele foi condenado e encaminhado para a Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, onde conheceu Ernani Inácio Rosa (Fandango), tido como executor dos disparos de pistola 9 milímetro na casa da magistrada. Ambos passaram a manter contato com Júlio César de Carvalho (irmão de Bira) para o envio de cocaína ao estado de Minas Gerais.

“Dessa negociação a polícia chegou aos nomes dos traficantes mineiros”, explicou o delegado. “Em conluio com Fandango, Juninho movimentava todos os seus comparsas para intermediar o comércio de drogas entre os fornecedores locais e o grupo de traficantes mineiros”, explicou o delegado.

Durante as investigações, foram apreendidos 21 quilos pasta-base, de um total de mais de 40 quilos negociados pelos traficantes. Também foram abertos 3 inquéritos policiais.

GUIRANTINGA

No município de Guiratinga (328 km ao Sul) as polícias Civil e Militar prenderam Paulo César dos Santos Oliveira, 32, (Paulinho PC), por mandado de prisão temporária pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte). O preso é acusado de roubar e matar uma pessoa no início do mês de setembro, em Rondonópolis. A prisão ocorreu na quinta-feira (30.09)

Paulo foi preso na localidade da “Casa de Pedra”, região do Prata, em Guiratinga, onde foi feito um cerco e o indiciado preso em flagrante. No início desta semana, os policiais encontraram com ele um notebook e várias jóias furtadas em três residências na cidade de Guiratinga. O preso, primeiramente, deu o nome de Paulo Ataíde dos Santos, entretanto a farsa foi logo descoberta com o auxílio dos delegados Claudinei Lopes e Antonio Carlos Araújo, razão pela qual acabou sendo autuado em flagrante pelo crime de furto qualificado.

O acusado foi encaminhado à Cadeia Pública de Rondonópolis, onde se encontra à disposição do Poder Judiciário das Comarcas de Rondonópolis e de Guiratinga.

Categorias:DESTAQUES, Polícia
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: